Compreender diferentes culturas, especialmente hábitos de trabalho não coincidentes, ao trabalhar globalmente, torna-se determinante para a obtenção de resultados de qualidade.

Em ambiente social, todos os dias nos cruzamos com pessoas de diferentes etnias ou culturas.

Frequentemente, nos nossos locais de trabalho e/ou em projectos específicos, temos de conviver e orientar direcções estruturantes com pessoas com diferentes hábitos e de diferentes visões.

Até à uns anos, diríamos que devemos ser tolerantes com as outras etnias. Não é suficiente.

Definir objectivos globais e partilhar tarefas e metas, implica usar a assertividade em cada momento, desde o início da comunicação até à implementação da acção.

Mas podemos ainda ir mais longe; se olharmos a história, ao longo dos séculos, as sociedades que mais se desenvolveram, foram as que melhor receberam as diferentes culturas, integraram e construíram sobre elas.

Individualmente, ao admitirmos aprender com as diferentes culturas que nos rodeiam, ficamos mais susceptíveis de desenvolver novos ângulos de analise e, assim, também novas soluções.

Estas competências desenvolvem-se de modo progressivo, educacional; e ainda ajudam no combate à desigualdade social e ao incremento da equidade do género, ou seja, promove a competência em si mesma.

A nossa força cultural foi sempre devida à nossa diversidade de Entendimento e de Experiências.

Yo-Yo Ma (1955- ) Violinista Americano e Mensageiro das Nações Unida para a Paz
23 Julho, 2019

Interculturalidade

Compreender diferentes culturas, especialmente hábitos de trabalho não coincidentes, ao trabalhar globalmente, torna-se determinante para a obtenção de resultados de qualidade. Em ambiente social, todos os […]
19 Março, 2019

Criatividade

“Necessidade de produtos mais inovadores e diferenciados, bem como para melhorias internas nas organizações, requer criatividade constante.” A criatividade não surge do nada. Não existe uma […]