Examinar grandes quantidades de dados, implica, primeiro, transformar dados em informação, ou seja estruturar para poder processar; torna-se, assim, obrigatório a utilização de metodologias organizadas, fidedignas e precisas.

Antes de iniciarmos uma análise precisamos saber qual o objectivo. Isso vai determinar a sua profundidade e também os ângulos sob os quais devemos verificar. A profundidade da análise depende, também, do objectivo da mesma.

A manutenção da objectividade é primordial na verificação de eventuais correlações ou subordinações entre dados; se tal não for percepcionado, corremos o risco de encontrar conclusões que em nada servem os propósitos da análise.

A competência neste domínio, passa sempre pelo  tratamento de dados com vista a encontrar padrões de comportamento e à verificações de riscos e oportunidades.

Esta análise pode ser complementada com prescrição de resultados por especialistas e usando os filtros que se adeqúem à área de especialidade.

A Indexação ao Tempo e ao Contexto da análise e do objectivo é primordial como forma de garantir que as conclusões servem à tomada de decisão do Líder.

No momento presente, precisamos cuidados especiais com as Fontes de informação, já que as fake-news estão presentes nos mais diversos canais e isso pode distorcer os nossos resultados.

Desenvolver esta capacidade vai sendo crítico nos dias de hoje e no universo das empresas, cada vez mais concorrenciais na manutenção dos resultados e do êxito das operações.

O objectivo é transformar dados em informação e informação em conhecimento.

Carly Fiorina (1954- ), Former CEO of HP
4 Setembro, 2019

Capacidade Analítica

Examinar grandes quantidades de dados, implica, primeiro, transformar dados em informação, ou seja estruturar para poder processar; torna-se, assim, obrigatório a utilização de metodologias organizadas, fidedignas […]